Skip primary navigation
skip.tertiary.navigation
  1. FIABILIDADE JAGUAR

    A Jaguar envida esforços extraordinários para produzir os SUV, veículos desportivos e berlinas mais fiáveis e luxuosos de alta performance do mundo.

    • Desde o primeiro esquisso do lápis de um designer e dos cálculos exatos de um engenheiro, passando por milhares de quilómetros de testes virtuais, em laboratório e reais, até ao processo de produção, montagem e entrega dos nossos veículos – a qualidade e a fiabilidade são intrínsecas a tudo o que fazemos.

      Esse é o motivo pelo qual, todos os anos, investimos 13 milhões de libras em software e hardware para Engenharia Assistida por Computador (CAE). Esta permite uma conceção mais rápida e precisa dos componentes, sendo estes testados durante milhões de quilómetros virtuais antes de serem fisicamente criados – um processo que nos ajuda a poupar mais de 1,2 milhões de quilómetros de condução e 290 toneladas de CO2 durante o desenvolvimento de um modelo.

      "A engenharia avançada desempenha um papel fulcral na Jaguar Land Rover. É fundamental para disponibilizar aos clientes veículos extremamente atraentes, proporcionando-lhes experiências que irão adorar, para sempre."

      Nick Rogers Executive Director, Product Engineering

      É por isso que todos os novos designs de caixa de velocidades são submetidos a 12 semanas de testes contínuos em banco de ensaio estático nos nossos laboratórios de tecnologia avançada, simulando um ciclo de 10 anos e 240 000 quilómetros de condução numa fração do tempo. É por isso que levamos os veículos às florestas geladas do norte da Suécia, com temperaturas de -40 ºC, aos desertos do Arizona e do Dubai, com temperaturas superiores a 50 ºC, e à pista de testes de alta velocidade em Nardò, Itália, antes do teste de 8000 quilómetros a fundo no circuito de Nürburgring Nordschleife, na Alemanha – tudo para verificar se a tecnologia funciona igualmente bem no mundo real e atribuir o certificado de aprovação final.

      Quando um modelo Jaguar é produzido, a cambota do motor Ingenium é polida com uma tolerância de 0,003 mm – 6% da espessura de um cabelo humano – para disponibilizar consumos desde 3,8 l/100 km e níveis de emissões de CO2 a partir de 99 g/km. É por isso que lasers e câmaras avançados realizam uma verificação da qualidade de 168 pontos em todos os chassis, sendo as folgas nos painéis verificadas com uma precisão de +/-0,5 mm, antes do derradeiro Teste de Monção, que encharca o veículo com 6000 litros de água.

      Jaguar F-PACE – Testes a temperaturas baixas, Arjeplog, Suécia

      "A engenharia avançada desempenha um papel fulcral na Jaguar Land Rover", afirma Nick Rogers, Executive Director, Product Engineering. "É fundamental para disponibilizar aos clientes veículos extremamente atraentes, proporcionando-lhes experiências que irão adorar, para sempre. A Jaguar Land Rover é o maior investidor em investigação e desenvolvimento e engenharia no Reino Unido, com 3,1 mil milhões de libras investidos em 2014/2015 (ano fiscal), tendo recentemente realizado uma expansão importante das suas capacidades de engenharia, permitindo o lançamento mais rápido de veículos, de forma mais eficiente e, em última análise, com índices superiores de durabilidade e fiabilidade."

      A Jaguar Land Rover está a conjugar os conhecimentos especializados de indústrias de tecnologia avançada, como a aeroespacial e a de Fórmula 1™, para revolucionar a forma como os veículos são desenvolvidos e para proporcionar um nível de performance e capacidade que simplesmente não pode ser atingido através de processos tradicionais.